LOOKING FOR A PLACE | LISBON
À PROCURA DE UM LUGAR | LISBOA

Sculptures by Leonor Hipólito | Photographs by Arne Kaiser
Esculturas de Leonor Hipólito | Fotografias de Arne Kaiser


Life’s strangeness attracts us because in the oddity imagination resides; that attraction promotes the desire to shape reality, to frame an idea.
Attracted by what seems new, unknown or difficult to comprehend or get, we take a step forward. And there we are, facing the abyss between footsteps and longings. It is there, where the strange becomes familiar, in the most visceral sense of the comparison; the strange becomes part of us in the same way that what we think we know becomes relative. Doubting, we inhabit the strangest of places.

A estranheza da vida encanta-nos, porque no estranho reside a imaginação; esse fascínio promove o desejo de compor a realidade.
O deslumbramento pelo novo, desconhecido ou de difícil alcance, convida-nos a dar um passo em frente. Eis, porém, que nos reconhecemos perante o abismo entre os nossos passos e o nosso desejo. É então que o estranho torna-se curiosamente familiar, no sentido mais visceral da comparação. Aproxima-se como estranheza consentida pela nossa própria dúvida, enquanto o que pensávamos conhecer, se distancia. Com essa dúvida habitamos o mais desconhecido dos lugares.



Looking for a place marks a strenuous path. Five sculptures, mostly resembling objects from a playground, are all but child’s play. They contrast, caricature and counteract the seemingly inflexible adult mind, evoking instead a more jovial position in the world. They landmark what an adult may unconsciously desire: a utopian place to be; there where happiness 'smiles'.

This photographic presentation of the project is one of many possibilities, following its title.
In the absence of four walls that would circumscribe the works to a single setting we searched for places that could stage each of them differently. The photographs narrow the view to a fixed frame; the subjective, fragmented and motionless view of objects which by themselves suggest action becomes challenging. From here imagination unfolds.
 
À procura de um lugar traça um percurso atribulado. Cinco esculturas lembrando, em parte, objectos de um parque de diversões, são como o desejo adormecido por um lugar utópico de pertença; lá onde a felicidade sorri.
Contrastando, caricaturando ou contrariado a rigidez frequente do pensamento humano adulto, evocam um novo olhar perante aquela que é uma existência firmada em sensações.

A apresentação fotográfica deste projecto é apenas uma possibilidade em muitas, acompanhando assim o seu título.
À falta de quatro paredes, que circunscrevessem a obra a uma única disposição, fomos à procura de lugares próximos ao que cada uma das esculturas aparenta “contracenar”. Por sua vez, as fotografias, por si circunscrição do olhar, fixam um ponto de vista. Através desta observação estática, fragmentada e distante de peças que sugerem acção, apresenta-se o desafio. Daqui, a imaginação amplia-se.